Pesquisar este blog

domingo, 29 de junho de 2014

Ordem de despejo

Acho que me apaixonei de novo... Aquela alegria na presença, uma ansiedade em se ver...

Mas a quem estou me enganando.

O que me atrai nele é exatamente o que ele tem de parecido com você. O jeito de falar, a sinceridade nua e crua, o jeito popular de ser... E no fundo, lá no fundo que já é mais raso, o que me dói é a saudade de você.

A vida é assim mesmo, ou como diria o poetinha Vinícius de Moraes "a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida"... Lembro do dia em que conversamos e quase fomos às lágrimas, simplesmente porque eu queria me afastar. A vida fez então sua própria mágica e nos afastou longamente.

Enquanto eu chorava de saudade, na rede social - essa indiscreta - me mostrou que fiz o melhor mesmo ao me afastar. Chorei mais uma vez, não mais de saudade, mas por despedida. Estou me despedindo, me desprendendo, to deixando solto, to dando a você a ordem de despejo do meu coração.

A vida tá cheia de outras oportunidades e você não me privou de nenhuma, no entanto é difícil que alguém entre num coração já ocupado. Por isso te peço: "deixe em paz meu coração que ele é um copo até aqui de mágoa".

Sem mais a dizer,

Shalom!


Nossa Playlist