Pesquisar este blog

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

04/12/2013 (Somewhere out there)


Dia de Santa Bárbara. Atravesso o túnel Santa Bárbara sem me dar conta da coincidência involuntária.

Dentro do ônibus, fecho os olhos e prendo a respiração. Faço meu pedido, que só será atendido se eu conseguir chegar ao fim do túnel sem respirar. Coisas que fazíamos quando crianças...

E como a criança que fui, fiz o mesmo pedido de sempre. Aquele mesmo pedido que faço sempre que vejo estrelas cadentes, ou quando vejo um eclipse, quando vejo uma borboleta, quando apago as velinhas do bolo. O mesmo pedido que fiz ao amarrar minha fitinha amarela no braço. Aquela fitinha de Santa Bárbara.

Ainda faço o mesmo pedido que aquela menininha de 5 ou 6 anos, sentada numa rara calçada do Camorim, fez em pensamento, vislumbrando o morro Dois Irmãos entre os prédios do condomínio em que morava - e onde será que você estava?

Ainda faço mesmo pedido:

"Que dê certo. E que seja logo." 

Consegui! Cheguei ao fim do túnel e pude então respirar aliviada... Sorri. Sei que os anos passam e passarão, mas também tenho a certeza de que, se ventar mais forte, nós estaremos bem.

Epahey!
Shalom!





segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

"Between the Bars", por Madeleine Peyroux

"Beba, querido, fique acordado a noite inteira.
Você não fará o que queria, mas você poderia.
Você tem um potencial que nunca verá
Pelas promessas que você apenas faz.

Beba comigo agora e esqueça sobre tudo:
Sobre as pressões dos dias - faça o que eu digo.
E eu vou te deixar bem e mandar pra longe
as imagens presas na sua cabeça.

As pessoas com quem você esteve antes, que você não quer mais por perto
Que empurram e atropelam e não vão se curvar à sua vontade,
Essas - eu as manterei quietas.

Beba, querido! Olhe as estrelas... E eu te beijarei novamente entre as grades
Onde estou te vendo com as mãos no ar, esperando ser finalmente pego.

Beba mais uma vez, e eu o tornarei meu
E te manterei longe de tudo, fundo no meu coração
Longe do resto, onde eu te gosto mais,
Mantendo as coisas que você esqueceu.

As pessoas com quem você esteve antes, que você não quer mais por perto
Que empurram e atropelam e não vão se curvar à sua vontade,
Essas - eu as manterei quietas."


Nossa Playlist