Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

"A felicidade só é real quando compartilhada" II

Sabe, aqui é meu cantinho de tentar transformar minha vivência em algo lúdico. Escrever é realmente uma coisa q me faz me sentir realizada. E qndo posto conquistas por aqui, não é prá provar nada prá ninguém - é simplesmente por querer gritar ao mundo qndo pqnas coisas q acontecem me deixam feliz. O bom é q tenho recebido comentários de pessoas relatando q estavam desesperançadas por causa do Transtorno Bipolar, e q lendo meu blog, se sentiram com as esperanças renovadas.

Eu realmente não tenho tal pretensão, mas confesso q me dá uma alegria imensa qndo me surpreendo com cada comentário desse. Se eu pudesse olhar nos olhos de cada pessoinha q me deixa esse lindo feedback, eu diria "não desista! Nós conseguimos! Não sou melhor q vc, nós temos igual capacidade!!", e daria um enorme abraço. Mas como não posso, só posso recomendar q leia meu blog (se ainda não leu) desde o comecinho. Lá, em 2008, qndo recebi o diagnóstico, tudo me assustava e todos os transtornos pessoais, financeiros, emocionais, enfim, tudo relacionado ao TB foi relatado aqui. Não sei bem pq, mas quis transformar esse transtorno em algo útil. E acho q to conseguindo.

Hj, 4 anos depois de mtas dúvidas, choros, reações adversas de medicamentos, trocas, culpas, mágoas e separações, posso dizer q estou me realizando como pessoa. Encontrei na rede pública uma psiquiatra mto boa, q dialoga, e com a qual consegui um esquema de medicamentos q me deixam bem estável. Estou reaprendendo a ser mulher e a confiar no meu coração depois de uma separação complicada, e reaprendendo a ser mãe, depois de tantos tropeços diante do meu diagnóstico e o da caçula - q tbm tem TB. Me sinto confiante o suficiente prá procurar um emprego e com a auto-estima lá em cima por ter conseguido retomar os estudos depois de anos e ter conseguido passar prá uma faculdade federal - um sonho se realizando. Retomei minha fé, e é ela q me dá forças prá continuar - com a vida e com os remedinhos. É naqueles dias de cansaço extremo, em q deito e penso "ah, não vou tomar os remédios esta noite não..." q parece q meus Anjos Guardiões dizem: "vai, levanta, senão vc vai voltar a se sentir perdida no mundo... Vc não lembra??". Daí me esforço prá levantar e tomá-los...

Enfim, a luta é diária, e a ideia de q posso estar ajudando outros bipolares a encontrarem essa paz e realização q encontro hj me deixa ainda mais feliz. Esperança, amigos! O diagnóstico, o monte de remédios, a terapia, tudo assusta sim. Mas mantenhamos a esperança!! Dá sim prá viver, ser feliz e ter TB. É isso q eu queria dizer prá vcs e deixar registrado prá minha filha - qndo, quem sabe um dia, vier a ler esse blog.

Lembremos:  "EU TENHO UM TRANSTORNO, MAS ELE NÃO ME TEM".


Obgda a todos q leem o blog e deixam recadinhos!

Ia'Orana! (Viva bem!)
Shalom!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

"A felicidade só é real quando compartilhada"

Pessoas solitárias encontram pessoas solitárias. É assim nos sites q pretendem unir casais. E no afã de encontrar alguém bacana, vc acaba se deparando com todo tipo de gente - principalmente os de mau caráter.

Casados, nossa, qntos eu já encontrei doidos prá manter relações íntimas comigo!! Eu já andava de saco cheio, sabe? Mas meu sentimento de solidão me fazia visitar os mesmos sites de sempre, a cada dia com mais critérios de escolha.

Eu não sei se sou mto fotogênica, mas minhas fotos atraem mta gente. Eu antes tentava ser simpática e dava conversa a todos, mesmo q não me parecessem atraentes, só por educação mesmo. Agora se já teclam com erros de português inexplicáveis, eu deleto a msg. Resolvi não mais gastar meu tempo com os errados. Preciso dar espaço na minha vida a quem vale a pena. Nesse processo se inclui a deleção de flertes no MSN q não me levavam a lugar nenhum (bendito livro q ganhei, "O que toda mulher inteligente deve saber" - recomendo!).

Num desses dias, em meio às várias msgs q recebo todos os dias, meio desiludida e pensando já em fechar a aba do browser, uma simples msg me chamou a atenção. Não sei pq - a abordagem era simples e a foto não me atraiu de cara. Ele mesmo se espantou d'eu ter respondido a msg, pq achou q eu não daria atenção a "caras feios como ele". Se na verdade o q eu procurava era um cara bacana, honesto, de bom papo e bom humor q me levasse a sério, pq eu daria atenção só aos fisicamente atraentes? Tá, ele realmente não faz meu tipo costumeiro, mas ao conversar tudo parecia fluir, mesmos gostos e mesmo jeito de ser, e ele logo pediu meu telefone. Me senti segura em dar e conversamos por uns 5 minutos, daquele jeito tímido de quem acaba de se conhecer - e olha q eu não sou uma pessoa tímida!!! Pensei "não vai dar em nada, afinal já conversei por telefone com outros caras, e ele não deixou claro q é solteiro. Eis minha sina...". À noite, a surpresa: um SMS dizendo q tinha gostado de conversar comigo. Retribuí o q considerei uma gentileza. Nos dias q se seguiram, sempre um bom dia ou um boa noite, e eu já não conseguia mais disfarçar meu sorriso ao ler na telinha do celular. Sim, ele foi amaciando as trancas do meu coração q estavam meio enferrujadas com essas pqnas doçuras e pela sinceridade - típico de sagitarianos como eu e ele tbm. Nos telefonemas dizia q queria me conhecer, e eu sempre com medo, querendo esperar mais um pouco... Mas sempre me deixando a par das coisas q acontecem na vida dele. Até q num dia super cheio, em q eu fui aos 4 cantos da cidade prá garantir os documentos para fazer a matrícula na faculdade (YES!!! Eu passei prá uma faculdade federal!! \o/), precisava tirar fotos 3X4 e decidi ir à Madureira. Liguei prá ele e nos conhecemos no shopping.

Decididamente ele não era do tipo q me atrairia de cara, mas tinha um lindo sorriso e era alto do jeitinho q eu gosto. Sua aparência não mostrava seus mais de 40 anos. Seu jeito jovial de conversar e de não se levar a sério (mesmo sendo sério) tbm não - e isso me atraiu. Ele mesmo admitiu q me achou desconfiada - e não era prá menos diante das experiências q tenho passado nos últimos meses! Mesmo assim ele me cativou, é solteiro e sim, o encontro rendeu, como se já fossemos velhos conhecidos. Eu me sentindo péssima por estar suada e descabelada por ter andado tanto, e ele nem aí com isso. Nos demos bem e o resto deixo prá imaginação de vcs! rsrsrssss...

É engraçado como qndo nos abrimos ao mundo sem perder os pés do chão, coisas boas podem acontecer. Eu não sei se desse encontro com esse Príncipe Negro vai render algo mais, mas foi mto bom conhecê-lo. Fez bem à minha auto-estima - e de vez em qndo é bom encontrar alguém com quem se tem química E papo, e não só um ou outro. Além do mais, na mesma semana eu passei prá uma faculdade federal, Olhos Mediterrâneos tbm, e soube q meu irmão está planejando sair dessa vidinha vazia q ele andava levando, certamente graças a uma moça ajuizada q apareceu na vida dele. Agora estou prá encontrar uma casa de Umbanda prá trabalhar minha mediunidade (até a festa de Ogum, como me revelou uma cabocla em certa gira) e enviando currículos prá empregos q me darão folga financeira prá manter os estudos. Enfim, to feliz pq tudo tá dando certo prá mim e tbm prás pessoas q amo!!!! Já tinha sonhado, mas não tinha conseguido imaginar q 2012 seria tão lindo, já desde o começo!! Tudo por uma mudança de atitude mental... Como disse-me Olhos Mediterrâneos: "talvez dessa vez nós estejamos caminhando pros 99%"... É, pois é... Será?

Só D'us Sabe!
Todah, Adonai Hakadosh!! (Obgda, Santo D'us!!)
Ia'Orana!
Shalom!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Dia do "Forever Alone"

Às vzs eu queria ser essa calmaria q tanto evito... As vzs a calmaria parece chata... Mas qndo a gente revive o vendaval, se pergunta pq buscar isso??

Andei meio desesperançada. Não sei, sozinha. Já são 12 meses sem ninguém, e mesmo com obrigações, Sisu e Prouni ocupando minha mente, dá uma vontade de ter alguém prá ligar as vzs, saber q vai ter uma mão ali prá segurar a minha e dizer "estou aqui com vc"... No fundo, acho q nunca tive isso de verdade... Talvez por isso faça tanta falta. Nesses dias principalmente...

Todos os flertes sumiram, principalmente os q eu já sabia q não dariam em nada mesmo. Meus remédios acabaram. Só sobrou o vinho. Nada melhor prá relaxar qndo dores neuropáticas retornam e vc não tem com quem chorar... Massa e vinho: não poderiam ser melhores companias.

Cansei de ser legal com todo mundo, e isso já se mostrou no primeiro dia do ano. Não quero mais ser adorada, pq isso me é fácil - é sim, não gosto de falsa modéstia. Mas quero ser AMADA. Apesar de todas as minhas mudanças de humor, com todo meu direito a entrega total e dedicação. Eu mereço isso! Amar e ser amada, levar e ser levada a sério... Defeitos todo mundo tem, e minhas qualidades, sinceramente, se sobrepõem. Então o q é q falta?

Dizem q D'us não Demora, Ele Capricha. Então vai pintar alguém mto especial mesmo, quase um outro D'us, pq, nossa... Vou te contar, viu??? E eu nem queria alguém tão poderoso assim...

Só queria sorrir com sinceridade prá alguém q leria nos meus olhos a razão da minha felicidade...

Oh, vida. Oh, céus. (Tá, pessimo astral hj. Admito.)


Ia'Orana!
Shalom!



quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

O Ano

Cansei de tudo até agora. Eu já não usava branco no Reveillon havia anos, pq meus anos iniciados de branco sempre decorriam terríveis. Passei a usar cores como o azul, o verde... Mas esse ano não, decidi radicalizar, quero virar tudo de cabeça prá baixo: virei de vermelho!!

Foi mto bom, passei com gente querida, me diverti, ri à beça... O vermelho parece ter me deixado liberta - sair da rotina me deixa liberta. Usar vermelho traduzia minha gana de q esse ano de 2012 fosse decididamente diferente. Minha gana de virar a mesa. E já no primeiro dia pude ter uma ideia de como essa gana agirá na minha vida...

Mr.G estava internado. Já não cuidava da saúde nem na época em q éramos casados... Fiquei de levar as crianças prá vê-lo no hospital no primeiro dia do ano. Acabou q não fui: chovia mto e aqui prá nós, as crianças não queriam. Deixei nas mãos da natureza: se a chuva passar, a gente vai. Senão, a gente não vai. A chuva não passou.

Fui prá internet e soube novidades. Curioso como existe gente tão parecida comigo, literalmente. Os Olhos Mediterrâneos foram certeiros e não só encontraram como gamaram. Foi engraçado e não doeu. Mas as semelhanças mexeram comigo... Olhos cegos! Agora tenho a certeza de q sou mta areia pro seu caminhãozinho... Preciso de um caminhão mto maior! E tem tantos por aí, né?... Mais uma libertação!

Não demorou prá eu receber pura ira via SMS. Era Mr.G revoltado pq não levei as crianças ao hospital. Não só revoltado, estava agressivo. Estava me culpando por coisas q não fiz - ah, mas pq eu me surpreendo?? Foram anos aturando isso!! A diferença era q esse ano eu não queria mais... Já são 12 meses de separação, pq eu teria q abaixar a cabeça mais uma vez? Meu limite ultrapassou o cansaço, chegou à indiferença. Daí eu descobri como irritar alguém já irado: demonstre indiferença. Nunca pensei q fosse tão eficaz... E nem era minha intenção.

Na primeira noite do ano tive um sono extremamente agitado, cenas do conflito girando à minha volta, fotos q não são minhas passando por mim... Decididamente, 2012 foi um ano q já mostrou a q veio no primeiro dia!! Mas, mais do q isso, eu q mostrei pro mundo como serei em 2012... Me sinto forte e pronta prá um verdadeiro recomeço. Meu coração está limpo, aberto, flexível e em paz. Só falta encontrar um Rei para o trono q fica lá dentro... Mas é tão difícil encontrar um entre tantos candidatos...

Eis o desafio do novo ano! Aqui vamos nós!

Ia'Orana!
Shalom!



Nossa Playlist