Pesquisar este blog

segunda-feira, 13 de junho de 2016

O que você quer saber de verdade

As mais belas palavras do mundo se extraem da tristeza.

Um bocado de tristeza não é requerido apenas pra fazer samba, como disse um dia o poetinha Vinicius de Moraes. A Língua Portuguesa se veste de gala pra exprimir a dor - talvez eu não devesse ter lido tanto Fernando Pessoa e Florbela Espanca.

A plenitude não combina com a bela escrita. A plenitude faz a inspiração do escritor escoar.

E nos últimos dias, não consigo ficar triste nem com a falta de inspiração.

A felicidade de aceitar a própria loucura me torna sã. Talvez eu demore ainda mais um tempo pra me adaptar e evoluir a ponto de extrair o melhor da escrita, mesmo enxergando pelos óculos cor-de-rosa da serenidade do ser.

"Mais louco é quem me diz..."

Será esse o encerramento, depois de 8 anos, da "Balada do Louco"?

"... Mas não é feliz..."

A vida é feita de ciclos, e pra um deles se abrir, é necessário fechar outro.

"... Eu sou feliz!!"

Shalom!
Namastê!



(...)


Nenhum comentário:

Nossa Playlist