Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Giz

Agora, diante de tanta intimidade com a espiritualidade, tomei a liberdade de me abrir pras minhas curiosidade mundanas e egoístas. Sim, acabei perguntando de você. Pai-Velho repetiu por um longo tempo: "é mto amor... É mto amor... Mto amor...". Depois fui especificando as perguntas, ele foi explicando - "mas não é prá agora".

É, não é a primeira vez que recebo esse tipo de mensagem, mas é sempre bom ser lembrada do dom da paciência. Nem todos têm a minha sorte e prá falar a verdade, eu mesma já cometi todas essas bobagens que você comete agora. Mais verdade ainda, é disso que temo. Mas meu Pai-Velho foi claro ao me alertar que eu não posso te proteger de tudo, não sou sua mãe afinal! Você precisa saber a verdade e também, se eu parar prá pensar, eu acabei aprendendo com todos os meus erros e revelações... Você é igualmente capaz.

Na verdade não sei porque me deu essa curiosidade. Faz poucos dias que tivemos aquela discussão difícil mas que teve um final feliz, como eu já tinha visto em sonho várias vezes. Os pingos foram postos nos "is", eu não alimentava mais nenhuma expectativa, trocamos novidades, você está bem acompanhado e eu em busca do meu Mr. Right - acho até que estou bem próxima dele... Dai eu tenho que perguntar de você?!! Será q sou mesmo maluca? Você deve estar certo: eu machuco aos outros e me machuco. Parece que gosto disso.

Que seja! Só me resta aprender a seguir minha intuição em relação à minha vida afetiva, o resto será como terá de ser... "Lá vem, lá vem, lá vem de novo: acho que estou gostando de alguém".

Mas é de ti que não esquecerei.

Ia'Orana!
Shalom!



Nenhum comentário:

Nossa Playlist