Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de março de 2012

A Solidão

Afinal, o que é solidão?

Eu não sei o que as outras pessoas responderiam, mas eu sei bem o que é ela prá mim. A conheço intimamente, desde a mais tenra idade. Essa sensação de que falta um pedaço de mim perdido em algum lugar no universo é minha velha companheira... Mesmo entre amigos. Mesmo entre parentes. Me sinto um alien.

A verdade é que a solidão não some com a companhia. Quantas vezes já estive solitária em meio à multidões?...

Às vezes é estando só que me sinto mais completa. E estar acompanhada me dá um vazio tão grande que tenho vontade de chorar em posição fetal.

O que dizer da solidão? O que, quando se conhece-a tão bem que se é quase capaz de dizer que ela faz parte de si?

Olho pelo vidro da janela do ônibus, as luzes passando tão depressa que deixam rastros nas vistas. "Que coisa é essa que meu coração tanto anseia?", penso comigo. Há um lugar vazio na estante da minha alma. O que há de pertencê-lo?

Se eu ao menos soubesse o caminho... Como num mapa do tesouro dos velhos piratas de histórias infantis... Mas a vida não tem manual de instruções. A vida é o que fazemos dela. Sendo assim, porque não consigo preencher com o que aparece esse vazio na estante??? Por que não é qualquer bibelô que pode ocupar aquele espaço??? Que pedaço de mim é esse, perdido num lugar qualquer?

Não sei, mas sinto que um dia hei de descobrir essa verdade entre tantas outras verdades minhas que irão se revelar ainda. Não hei de morrer com essa inquietação...
Ou, ao menos, preciso acreditar nisso.

SHALOM!

Um comentário:

Anônimo disse...

Pô, me arrepiei aqui.

Nossa Playlist