Pesquisar este blog

domingo, 29 de novembro de 2015

Fênix

Como as bruxas na Inquisição sobreviveram às torturas, meu coração segue firme. As reflexões da maturidade têm me feito cada vez mais forte, mas só uma coisa ainda me marca: a inspiração que fui pra você.

Mais feliz do que nunca, redescubro a divindade em mim - e só pude chegar até aqui por sua causa.

Basta fechar os olhos e respirar fundo para sentir o cheiro de nossos suores misturados, enquanto seguimos o som de nossa valsa interna em êxtase. Basta fechar os olhos e um filme passa à minha frente, sobre a época em que mais vivo, porque sua luz me guia.

Me faz ainda renascer, porque só você, nesse mundo, pode me soprar de volta a vida.


Meu guerreiro-menino: pra onde foi o seu sorriso de espremer os olhos? Vem: quero devolver o equilíbrio que roubei de você! Me puxa mais forte pra não me deixar ir; me aperta ligeiro pra tocar seu coração no meu!


Vem, Pedaço de Mim, e encaixa seu corpo no meu, como um quebra-cabeças. Saúdo sua boca, por onde me devolve as forças. Deixe-me curar suas feridas. Você sabe que sempre estive aqui. Me deixe salvar-lhe da própria amargura. Conto-lhe a mágica que aprendi no caminho.

Dê-me seu beijo de boa noite e, como anjos, salvamos o mundo.

Da sempre sua.


Shalom!
Namastê!



Nenhum comentário:

Nossa Playlist