Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Sincronias

E decretado foi que o amor é findo. Acabou-se, c'est finite, aqui jaz. Porque tem tanta coisa acontecendo ao meu redor que seria pouco inteligente me agarrar a esse sentimento. Já passei por isso, eu sei bem. E bem eu também estava, aliviada, livre enfim! "Vamos viver" passou a ser meu lema. Carpe diem, meu mantra.

Acordei recordando momentos. Natural, afinal nenhum amor morre assim de repente: precisa de muitos "tiros de misericórdia". Dei mais um. Botei minha melhor roupa e saí, em companhia de queridos.

Papo vai, papo vem. Me inquieto na cadeira. Lembrei que minha mochila com meu celular estavam no cômodo ao lado, eu não o ouviria tocar. Mas, afinal, quem ligaria prá mim??? A inquietação só aumentou e logo me vi levantando e indo buscar o tal aparelho.

Surpresa maior foi ver que você tinha acabado de tentar me ligar, numa dessas loucas sincronias da vida.

Respirei fundo. Resolvi ligar de volta porque a saudade era grande. Mas eu precisava ser forte. Meus amigos, em volta, me ajudaram.

Desculpe, mas não estou mais disponível.
Não até que pelo menos você realmente queira.

Sim, sou mais forte do que eu imaginava.

Shalom!

2 comentários:

Jeanne Geyer disse...

estou procurando integração com pessoas bipolares, não sei se é teu caso. finalmente assumi e criei um blog para compartilhar experiências, penso que assim nos fortalecemos, como dizes, sim, sou mais forte do que eu imaginava. é mt bom pensar assim. se quiseres conhecer o meu espaço o link é:
http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/
uma ótima semana

Anônimo disse...

Parabéns, Dannie. Você descreveu magnificamente como alguém se sente quando quer esquecer alguém que se ama ainda. Me identifiquei com o texto e isso me fez adorar ainda mais. Bjos!

Nossa Playlist