Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de junho de 2012

"São pensamentos soltos" / "Quero um Amor Maior"

E daí que nossos nomes se confundem, nossos números se confundem, nossos olhos, nossas vozes, nossas bocas se confundem? As pessoas nos confundem como se um só fôssemos. Nossas ideias, nossas histórias, tudo se confunde como se eu já tivesse nascido na sua vida e você na minha.

E daí que instintivamente eu te conheço, e você realiza exatamente as coisas que prevejo? E que você também diga coisas sobre mim que parece me conhecer da mesma forma que só os meus escritos íntimos? Nos confundimos dentro de nós mesmos e me confunde o fato de você ter ultrapassado as barreiras que construi durante uma vida inteira...

Mas você não quer. Ou melhor: você sabe que quer, me mostra que quer, todos vêem que você quer, mas prá mim, só prá mim, você conta o seu segredo. E isso torna tudo ainda pior, porque se eu tivesse a certeza  que não te dói como dói em mim, esquecer seria muito mais fácil...

"Matter of fact", somos únicos um na vida do outro. Mas isso não é tudo...

Eu que só sei de indiretas,
na reta só sei me esquivar.
Tu, que a verdade entregas,
na cega visão de amar
acaba perdendo a cabeça
e o bonde que está a passar...

Na verdade, tudo que eu preciso é de um novo amor. Daqueles que renovam as esperanças. Dão cor aos novos dias.

Mas nem precisa ser algo tão fenomenal não. Bastava existir na minha vida, e que fosse simples. Tipo "um gosta do outro, vamos ficar juntos!".

Ou simplesmente um amor que me mande SMS de bom dia e ligue prá dizer "vou dar uma passadinha só prá te ver". Ou pra falar bobagens. Ou pra dizer que pensou em mim antes de dormir.

Ou que, simplesmente, me ajude a te esquecer...

Preciso de um novo amor, mas que seja leve e fresco - porque dos velhos e complicados, já saturei.

Talvez um dia eu seja grata. Mas agora eu só consigo ficar triste.



Shalom!

Nenhum comentário:

Nossa Playlist