Pesquisar este blog

sexta-feira, 7 de março de 2008

Jeito estúpido de amar

Eu sei q tenho um jeito meio estúpido de ser... Nós já falamos sobre isso algumas vzs no decorrer desses quase 9 anos. Mas até q eu melhorei bastante, não? Vc pode achar q não, mas eu melhorei infinitamente... Hj sou mto mais capaz de dizer "eu te amo", ainda q meu orgulho esteja sangrando, enquanto outrora não conseguia dizer nem de jeito nem de outro.

Mas enfim, não vim falar do passado. Não é fácil continuarmos juntos depois de tudo q passamos. Apesar de vc dizer de vez em qndo, não tenho mta certeza do q vc sente por mim, mas eu te digo: EU TE AMO. Como e porquê, não sei dizer, afinal eu nunca soube amar direito... Talvez a culpa tenha sua, por ter - ao menos tentado - me ensinar a amar. Pq eu não sei onde começa, onde termina... E as vzs olho prá vc e sinto uma vontade imensa de te chutar. No sentido real da palavra: te chutar e jogar no chão - vc às vzs me irrita a ponto de me fazer ver tudo vermelho... Mas não consigo viver sem vc. Não consigo imaginar minha vida sem vc, e isso prá mim não faz sentido nenhum!! Ensina-me: o amor faz sentido?

Quero mto vc, mas não quero vc por perto. Ter e não ter às vzs já é tão estranhamente bom... E às vzs estou ocupada demais com meus fantasmas e angústias, coisas q vc não consegue entender. Além de às vzs vc estar ocupado demais com a sua vida. Não há abertura: nem sua, nem minha. Então vou pro outro cômodo bater papo com meus fantasmas: eles são chatos prá caramba, mas pelo menos me ouvem. E certamente vão lembrar das minhas angústias e dores no dia seguinte - apesar de apenas serem usadas contra mim.

Será essa a fórmula do divórcio de casamentos mto longos?

Sinceramente é resposta q não desejo saber.

Será necessário não ter prá querer ter? Já tirei de vc o melhor de mim (sem querer) e nada mudou em vc. Preciso tirar todo o resto?

"Se isso não é amor, o q mais pode ser?
Estou aprendendo tbm..." (lembra?)

E eu continuo amando. Mas ainda sem entender como é ser amada...

Ia'Orana!

Nenhum comentário:

Nossa Playlist